Resenha Jardim de Escuridão


"Talvez houvesse realmente uma luz no seu futuro, uma luz pela qual valeria a pena lutar".


Já se sentiram eufóricos, surpresos e impressionados ao acabar de ler um livro? Bem, basta ler Jardim da Escuridão para ser ver envolvido por tudo isso.
A história sobre Faith DeWitt é, no mínimo, encantadora. Ela tem o dom de compreender e sentir as flores, e sabe que cada uma tem o seu significado, uma ligação com as pessoas.
"Porém, ao se tornar viúva, caiu em uma depressão profunda, perdendo completamente a vontade de viver, deixando de acreditar em magia. A princípio, ela não acreditava que um simples pedido poderia lhe trazer de volta a felicidade, mas, mesmo assim, atendeu ao último desejo de sua avó e levou um tipo de flor especial para seu túmulo. Lá, de uma maneira inusitada, conheceu Rowan Allers, cuja irmã gêmea foi brutalmente assassinada por um serial killer. Sentindo uma estranha ligação, quase sobrenatural, com aquela história, Faith resolveu 
ajudar Rowan a descobrir toda a trama por trás daquele mistério, sem nem saber que suas vidas estavam mais ligadas do que ela mesmo imaginava. Uma ligação perigosa e talvez fatal."
Achei que esse livro fosse apenas alcançar a minha expectativa, mas ele superou tudo e se tornou um favorito.
Bianca Carvalho escreve de uma maneira que faz com que você esteja dentro da história, tornando o livro preciso e muito, muito interessante.
Não consegui parar de ler, fiquei completamente absorta pela história, que te conduz por um mistério delicioso, uma aventura composta por intriga, suspense, romance e magia. A capa também possui um impacto positivo, pois é bonita e muito bem feita.
Não é uma narrativa com um enigma qualquer, é um quebra-cabeça bem construído, e as dicas estão ali, mas tão sutis que as revelações são surpreendentes.

A leitura não é cansativa, já que outros contos se desenrolam junto com a história de Faith e Rowan, e a empolgação pela resolução do caso de Steve e Jayce é do começo ao fim.
Jardim de Escuridão me envolveu de tal modo que é como se Faith fosse uma velha amiga, o que faz dele um livro essencial e especial.
Uma narrativa sobre sonhos, esperanças, receios, amizade, prudência, alegrias, tristezas e, é claro, flores.
O primeiro volume da Trilogia das Cartas já é um sucesso, e estou muito ansiosa e animada por Versos Sombrios, que certamente contará as proezas da doce Cailey, irmã de Feith.
Apenas devemos esperar um pouco mais.
Bianca Carvalho, obrigada (e parabéns) pela obra incrível!