Apostas para 2012

Como dito por Sérgio Freire em seu blog:

Que em 2012 quem se perdeu se ache. Quem se achar, se curta. Quem se curtir, que sonhe.
Que em 2012 novas pessoas especiais surjam em nossas vidas.
Que em 2012 as velhas mágoas se aposentem e vão curtir a vida em qualquer outro lugar.
Que em 2012 aquele velho projeto secreto tenha sua vez.
Que 2012 seja o ano da virada. Seja lá qual for essa virada.
Que em 2012 seja o Ano Internacional do Reencontro.
Que 2012 seja o ano da coragem.
Que 2012 seja um ano de tolerância. 
Que em 2012 aquele velho conselho de Victor Hugo prevaleça: tenha dinheiro, mas não esqueça quem manda em quem. Dinheiro é conseqüência e não meta.
Que em 2012 as pessoas façam algo que nunca fizeram.
Que em 2012 os melhores filmes sejam lançados e as melhores séries assistidas.
Que em 2012 muitos livros possam ser lidos e muitas aventuras vividas.
Que em 2012 as canções mais altas nos façam feliz e as mais doces afastem nossa tristeza.
Que em 2012 não hajam desistências, mas pausas que nos façam mais fortes.
Que em 2012 as estrelas brilhem mais e iluminem com mais ímpeto nosso caminho.
Que 2012, enfim, seja o ano.
Meu último, mas nem por isso menos importante, desejo é o de que em 2012 minha lista de desejos tenha apenas uma frase: um 2013 igual a 2012: feliz. Aliás, feliz é uma palavra muito linda.