O Duque e Eu

O Duque e Eu - Os Bridgertons 1
Autor: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Sinopse: Simon Basset, o irresistível duque de Hastings, acaba de retornar a Londres depois de seis anos viajando pelo mundo. Rico, bonito e solteiro, ele é um prato cheio para as mães da alta sociedade, que só pensam em arrumar um bom partido para suas filhas. Simon, porém, tem o firme propósito de nunca se casar. Assim, para se livrar das garras dessas mulheres, precisa de um plano infalível. É quando entra em cena Daphne Bridgerton, a irmã mais nova de seu melhor amigo. Apesar de espirituosa e dona de uma personalidade marcante, todos os homens que se interessam por ela são velhos demais, pouco inteligentes ou destituídos de qualquer tipo de charme. E os que têm potencial para ser bons maridos só a veem como uma boa amiga. A ideia de Simon é fingir que a corteja. Dessa forma, de uma tacada só, ele conseguirá afastar as jovens obcecadas por um marido e atrairá vários pretendentes para Daphne. Afinal, se um duque está interessado nela, a jovem deve ter mais atrativos do que aparenta. Mas, à medida que a farsa dos dois se desenrola, o sorriso malicioso e os olhos cheios de desejo de Simon tornam cada vez mais difícil para Daphne lembrar que tudo não passa de fingimento. Agora ela precisa fazer o impossível para não se apaixonar por esse conquistador inveterado que tem aversão a tudo o que ela mais quer na vida. Primeiro dos oito livros da série Os Bridgertons, O duque e eu é uma bela história sobre o poder do amor, contada com o senso de humor afiado e a sensibilidade que são marcas registradas de Julia Quinn, autora com 8 milhões de exemplares vendidos.
Somos apresentados a família Bridgertons através de um jornal sensacionalista(uma espécie de gossip girl - a misteriosa e sigilosa Lady Whistledown).
Os Bridgertons são uma família da alta sociedade, na qual Daphne e mais 7 irmãos fazem parte. Anthony é o irmão mais velho de Daphne, e melhor amigo Simon. É o  irmão de participação mais ativa nesse livro, mas os outros também tem uma constante presença.
  
Simon teve uma infância difícil com a rejeição do pai que não o aceitava por ele ser gago , e o julgava um idiota. Ele foi criado pelas amas, se esforçou para superar seu problema, até que saiu viajando os quatro cantos do mundo, tudo para evitar qualquer contato ou notícia sobre o pai. O pai lhe causou um trauma de tamanha proporção que só de lembrar ele já sentia a língua pesada, e a dificuldade de falar retornava. Ele carrega mágoas por ter sido desprezado.Mas ele retorna a Londres quando seu pai morre para tomar posse de seu título.Simon é um homem rico, influente, poderoso, 'lindo de morrer', 'o exemplar perfeito da virilidade inglesa', sendo assim muito cobiçado, mas não quer saber de casamento, e ele tem seus motivos....quer saber qual? Só lendo o livro.
  Daphne sempre desejou se casar, formar uma família tão grande quanto a sua, animada, feliz e barulhenta, cuidar dos filhos e do marido. Mas desde que entrou na idade de ser cortejada, os homens a veem apenas como amiga ou os que se interessam por ela são velhos demais.

Quando Simon e Daphne se conhecem por acaso num baile, sentimentos estranhos e controversos começam a rondar a mente do rapaz que é totalmente avesso a ideia de casamento. 
Após ser advertido por Anthony sobre o assédio das mães casamenteiras, Simon sugere a Daphne o seguinte: fingir que está cortejando ela, dessa forma ele não só afastará as mães desesperadas em casar suas filhas, mas também atrairá a atenção de outros homens para Daphne...e ela aceita.Mas Anthony não gosta nem um pouco de ver o amigo cortejando sua irmã, ele conhece todo o passado libertino do duque e sabe de sua promessa de nunca se casar.

Será que esse plano realmente vai trazer algum resultado? E quais serão as consequências?

A escrita de Julia é bem simples e sucinta, com diálogos diretos e divertidos. Os personagens são bem construídos, e o cenário nos conduz a Londres. Daphne é uma menina bem audaciosa, ousada, irônica, e sabe o que quer. Simon é o galã, o cavaleiro, gentil, bonitão, considerado o libertino, sendo que, na verdade, grande parte dessa fama ele recebeu injustamente.Esse é o primeiro livro da série que tratará de cada um dos irmãos da família Bridgertons, são eles em ordem cronológica: Anthony, Benedict, Colin, Daphne, Eloise, Francesca, Gregory e Hyacinth( notaram que a organização dos nomes é feita por ordem alfabética rsrsrs, pois é, coisa da super mãe e viscondessa Violet).

Um ponto que merece ser falado aqui é sobre a participação dos irmãos, gostei bastante da forma como Julia apresentou, fazendo uma interação frequente, sentimos realmente a família, suas particularidades, não foi apenas uma pincelada.

  
Outro ponto incrível é o fato de voltarmos no tempo, e ver os costumes e os valores. Para as mulheres da época, casar-se era importantíssimo, era tudo o que elas tinham, era tudo ao que elas se dedicavam, se ocupavam  e se preocupavam...gente, tipo assim, adoro viajar nessas histórias que se passam em outros séculos, aprender e conhecer sobre essa fase que as mulheres viveram, mas não consigo me imaginar uma mulher ociosa, não ter o direito de  trabalhar, e opinar, e interferir, e agir por conta própria....ui, nossa, vou parar aqui rsrsrs, porque a mente foi longe. 
Me encantei pelo romance de Julia Quinn, estou super ansiosa pelos próximos lançamentos, quero todos na minha estante.

  Gente, é pouco coração pra tanto amor.


Resenha por Paty